Tempo de leitura: 4 minutos

Uma das formas de realizar o sonho de sair do aluguel é recorrendo ao crédito imobiliário. Com o cenário econômico vislumbrando a retomada, é preciso estar pronto para dar um passo importante para a aquisição. Por isso, é fundamental saber quais são os documentos necessários para financiar imóvel.

O financiamento pode ser contratado direto com a construtora ou com a instituição bancária. Mas, em ambos os casos, é importante ter em mãos toda a documentação correta para evitar problemas futuros que possam invalidar todo o processo.

Quer saber mais sobre o assunto? Separamos uma lista com os 6 principais documentos que não podem faltar na sua pasta para fazer um financiamento imobiliário. Confira!

1. Documentos de identificação do comprador

Basicamente, é preciso comprovar a sua identidade por meio dos seus documentos pessoais. Veja, abaixo, quais são.

Documento de identidade

O mais comum é apresentar o RG (Registro Geral) atualizado, mas também servem para comprovar a identidade a Carteira Nacional de Habilitação (CNH), a Carteira de Trabalho (CTPS) e, até mesmo, os documentos de órgão de classe válidos, como OAB, CREA, CRM, entre outros.

CPF

Quando o número de Cadastro de Pessoa Física não estiver inserido na documentação de identidade, é preciso apresentar o cartão de CPF ou o comprovante de inscrição, que pode ser emitido direto no site da Receita Federal.

Comprovante de estado civil

Veja, a seguir, os documentos que funcionam como comprovantes do estado civil:

  • para os solteiros, é preciso apresentar a certidão de nascimento;
  • para os casados, é preciso apresentar a certidão de casamento;
  • para os casais em união estável, é preciso apresentar o contrato de união registrado em cartório;
  • em caso de divórcio, é preciso apresentar a certidão de casamento com a averbação.

2. Comprovante de endereço

Para a comprovação do endereço, é preciso apresentar uma fatura de luz, água, telefone ou cartão de crédito no nome do contratante do financiamento, porém, ela precisa ser dos últimos 3 meses.

3. Declaração de Imposto de Renda

Os proponentes do financiamento precisam entregar uma cópia completa da última declaração de Imposto de Renda, inclusive com o comprovante de recibo de entrega. Se o solicitante for isento de IR, não precisa se preocupar com esse documento.

4. Carteira de Trabalho

Para fins de comprovar o vínculo empregatício para funcionários CLT, é preciso apresentar uma cópia da Carteira de Trabalho das folhas de identificação e do registro do último contrato.

FGTS

Para quem utilizará o saldo do FGTS para dar como entrada na compra do imóvel, é preciso apresentar o extrato original atualizado, que é emitido direto na Caixa Econômica Federal.

5. Comprovante de renda

É preciso apresentar a comprovação de que você tem capacidade financeira para pagar mensalmente as prestações do financiamento.

Trabalhadores CLT

Para comprovar, é preciso apresentar os holerites dos últimos 3 meses, que são emitidos diretamente na empresa na qual você trabalha.

Autônomos e liberais

Diretamente com o contador, é preciso solicitar o Decore, que comprova os valores que são recebidos pelos profissionais mensalmente. Vale apresentar também os extratos bancários dos últimos 6 meses para demonstrar as movimentações financeiras no período.

Empresários

Os sócios de empresas devem apresentar o pró-labore, documento que equivale à comprovação do salário dos proprietários. Esse documento é emitido diretamente com o contador da empresa.

6. Documentos do imóvel

Essa documentação é apresentada pelo vendedor, mas a falta dela pode ocasionar a suspensão do processo de análise para liberação de crédito para financiamento imobiliário. Os principais documentos são:

  • cópia do IPTU do ano corrente;
  • certidão negativa do IPTU;
  • cópia atualizada dos últimos 30 dias da matrícula do imóvel.

Essa lista de documentos é essencial para solicitar o financiamento imobiliário e também para a confecção do contrato de compra e venda. A falta ou a documentação errada podem invalidar todo o processo e atrasar ou, até mesmo, acabar com a negociação. Que tal, agora que você já conhece os documentos necessários para financiar imóvel, aproveitar a visita para ler o texto “Detalhes importantes que você deve notar ao escolher uma construtora” e ficar por dentro do assunto? Não perca!