Como usar o FGTS para pagar parcelas do imóvel? Entenda aqui
Tempo de leitura: 3 minutos

O financiamento imobiliário continua sendo uma das formas mais acessíveis para que você consiga comprar um imóvel. No entanto, após a compra, muitos consumidores têm pressa para amortizar parte da dívida, e essa é uma das razões para que muita gente se pergunte como usar o FGTS para pagar parcelas.

O capital acumulado pelo FGTS é muito importante para o setor de construção civil brasileiro. É esse dinheiro que financia grandes projetos de moradia e infraestrutura. No entanto, o trabalhador também pode usar esse valor para a compra de um imóvel, fazer o pagamento de parcelas em atraso ou amortização de dívidas. Quer entender mais sobre esse tema? Então, continue lendo este artigo!

Como usar o FGTS para pagar parcelas atrasadas?

Atualmente, é possível usar o saldo do FGTS para pagar até três parcelas que estejam atrasadas. Nesse caso, esse saldo será utilizado para quitar até 80% do valor das mensalidades — excluindo os juros. Essa manobra pode ser feita a cada doze meses, lembrando que, se o imóvel estiver sendo comprado de forma compartilhada, como o imóvel de um casal, é possível verificar a possibilidade de alternar entre o saldo de FGTS de ambos os proprietários.

Como participar do Minha Casa Minha Vida?

Para poder ter acesso às linhas de crédito do Minha Casa Minha Vida (MCMV), o comprador deve ter três anos de recolhimento de FGTS, sendo que não precisam ser três anos consecutivos. Além disso, ele não pode ser proprietário de outro imóvel.

Por se tratar de um financiamento imobiliário, o MCMV também elimina compradores que já tenham outros financiamentos imobiliários em andamento. Existem diferentes linhas de crédito, de acordo com a renda familiar do comprador. Você pode consultar os valores atualizados no site da Caixa.

Como usar o FGTS para amortizar o financiamento?

Ao amortizar uma dívida, o proprietário diminui o impacto dos juros sobre o financiamento, reduzindo o valor do negócio. Você também pode usar o seu saldo do FGTS para realizar a amortização. Nesse caso, é possível amortizar até 80% dos valores das mensalidades, sendo que podem ser pagas até doze prestações futuras.

Do mesmo modo que quando usado para quitar pagamentos em atraso, o saldo do FGTS na amortização do valor do financiamento também só pode ser usado uma vez a cada doze meses.

É possível usar o saldo de mais de uma conta?

Caso o trabalhador tenha mais de uma conta de FGTS, ele deve verificar junto à Caixa a possibilidade de usar esses valores em seu financiamento. Esse uso dependerá das condições de cada conta e dos valores depositados nela, lembrando que o cidadão pode sacar os valores de uma conta inativa depois de três anos do desligamento da empresa, mesmo se ele quem tenha feito o pedido de demissão.

Como foi mencionado, é possível usar o saldo do FGTS de duas pessoas diferentes para dar de entrada na aquisição do imóvel, pagar parcelas atrasadas e amortizar dívidas. Para isso, o imóvel deve ser uma compra conjunta. Portanto, não é possível usar esse capital para pagar dívidas de terceiros, ainda que o beneficiado seja familiar do proprietário da conta.

O saque do Fundo de Garantia obedece a regras específicas, pois é uma espécie de poupança compulsória, criado para atender objetivos pré-determinados. Agora que você entendeu como usar o FGTS para pagar parcelas do seu financiamento, verifique como esse capital pode ajudá-lo a comprar o seu apartamento.

Aliás, se você está pensando em investir no mercado imobiliário do estado do Piauí, entre em contato com a nossa equipe. A Construtora Andrade Júnior tem 28 anos de Mercado e pode ajudá-lo a fazer uma excelente compra.