Tempo de leitura: 4 minutos

Você sonha em ter sua casa própria, mas acha que, com a sua renda, esse sonho está muito longe de virar realidade? Pois saiba que isso não é verdade e, neste artigo, vamos indicar como comprar um imóvel com renda baixa.

Sim, você pode sair do aluguel antes mesmo do que imagina, pois há diversas formas de financiamento imobiliário, basta ter planejamento financeiro e encaixar-se no perfil das linhas de crédito e programas disponíveis.

Uma das opções é o Programa Minha Casa, Minha Vida, que tem subsídio do governo e parcelas baixas, para todos os bolsos. Continue a leitura e saiba mais sobre como adquirir sua casa própria sem comprometer toda a sua renda baixa.

Reduza as despesas

Se o seu dinheiro não sobra no fim do mês, como você poderá pagar uma parcela de um financiamento? É preciso, primeiro, poupar para, depois, assumir uma dívida.

Por isso, reduza as despesas da casa. Se puder poupar o suficiente para dar uma boa entrada, melhor, pois, assim, você poderá conseguir uma parcela menor ou quitar seu imóvel em menos tempo.

O ideal é reservar até 30% da sua renda para o pagamento do financiamento. Para isso, procure reduzir gastos com luz, água, gás, alimentação, vestuário ou pequenas futilidades.

Aplique o que sobrar em uma poupança ou em um investimento de renda fixa enquanto procura a casa ou o apartamento dos seus sonhos. Assim, o dinheiro não ficará na sua conta correndo risco de ser gasto e ainda renderá um pouco.

Planeje-se financeiramente

Agora que você já começou a poupar, verifique quanto é necessário para a entrada do imóvel e planeje-se. Informe-se sobre todos os custos embutidos na compra, como gastos com documentação.

Tenha consciência de que adquirir um imóvel, embora seja mais lógico do que viver de aluguel, é um grande passo. Por isso, é preciso ter certeza do que você quer.

Pesquise com calma, veja qual o custo de vida da região onde quer morar e lembre-se que precisará mobiliar a casa nova. Inclua todos esses custos em uma planilha para saber se dará conta.

Recorra ao Minha Casa, Minha Vida

O programa de financiamento imobiliário do Governo Federal é o que oferece as menores parcelas do mercado, mas, para acessá-lo, é preciso se encaixar em alguns requisitos. O valor da parcela e da entrada dependerá da renda familiar. Veja as regras para cada faixa de renda abaixo.

Famílias com renda de até R$ 1,8 mil

O programa custeia até 90% do valor do imóvel. O financiamento do restante pode ser feito em até 120 meses, com prestações mensais que variam de R$ 80 a R$ 270, conforme a renda bruta familiar.

Famílias com renda de até R$ 2,6 mil

É possível adquirir um imóvel de empreendimento financiado pela Caixa Federal com taxas de juros de 5% ao ano (menor do que outras linhas de crédito) e até 30 anos para pagar. O subsídio do governo é de até R$ 47,5 mil.

Famílias com renda de até R$ 4 mil

As famílias com renda bruta de até R$ 4 mil podem pagar o financiamento da casa própria em até 30 anos. Os juros são de 5,5% a 7% ao ano e o subsídio de no máximo R$ 29 mil.

Famílias com renda de até R$ 7 mil

Para famílias com renda bruta de até R$ 7 mil, o Programa Minha Casa, Minha Vida ainda é vantajoso, pois oferece taxas de juros entre 8,16% e 9,16%, ainda menores do que os demais financiamentos.

Use o FGTS

Você pode usar o seu FGTS para financiar um imóvel pelo Minha Casa Minha Vida, tanto na entrada quanto na quitação das parcelas ou na redução do saldo devedor. Para isso, existem algumas regras para comprar seu imóvel com uma renda baixa:

  • ter pelo menos 36 meses de trabalho sob o regime do FGTS, mesmo que em períodos ou empresas diferentes;
  • não ter financiamento ativo no Sistema Financeiro de Habitação (SFH);
  • não ter usado o saldo de FGTS na aquisição de outro imóvel ou abatimento de saldo devedor nos últimos 5 anos.

O Programa Minha Casa, Minha Vida pode ser uma ótima opção para quem quer adquirir seu primeiro imóvel, mas não tem recursos para uma entrada muito grande. Por isso, agora que você aprendeu como comprar um imóvel com renda baixa, invista em seu sonho. Busque o financiamento!

Este post foi útil para você? Ajude outras pessoas com o mesmo sonho. Compartilhe este artigo nas suas redes sociais.